12 outubro 2008

Apenas poesia...

Perguntam-me (muitas vezes), quando digo que escrevo, porque escrevo poesia.
Confesso que fico surpresa com a pergunta, ou talvez não, talvez por as pessoas acharem que, devido à minha profissão (para quem não sabe, sou educadora de infância) deveria escrever algo ligado ao que faço.
Afinal porque escrevo poesia?
Porque gosto, porque é a escrita com a qual a minha alma e a minha inspiração se identifica, se solta, se expande e liberta.
É preciso haver um motivo para se escrever desta ou de outra forma qualquer?
Escreve-se e pronto...gosta-se ou não e acabou...
Gosto de poesia, gosto de alguns poetas portugueses e por isso, aqui fica um poema de Maria do Céu Costa e do seu livro "Sentimentos no Silêncio"


Neste rectânglo em que me detém a noite.
Procuro-Te no silêncio.
Lentamente fecho os olhos,~
Ligeiramente abro os braços,
E num gesto suave viro as mãos.
Espero...
Sinto aproximar-se a vibração da presença.
Pousas em mim com uma leveza,
Que me atrai e solta.
És o clarão dentro do poço!
É teu, este momento.
Eis como Te encontro.


E, em jeito de final de post, uma novidade...será lançado, no inicio do próximo mês, o meu 2º livro de poemas.
Mais informações, tais como o dia, hora, local e titulo do livro, serão aqui divulgadas a seu tempo.
Até lá...Ousem ser FELIZES!!!!

4 comentários:

  1. Acho que nunca fiz essa pergunta, mas já te disse também que há poesia que não gosto...porque não percebo nada, não sinto, não vejo:) O que não é o teu caso.

    Gostos não se discutem...afinal, alguns quadros de pintores famosos (para não falar de livros/escrita de alguns escritores)deixam-me tipo...boi a olhar para um palácio :o)

    Quanto ao teu novo livro :)))) eu já sei mais novidades do que aquelas que tu contas :) mas prometo não contar ;)

    Lá estarei no dia, logo na primeira fila (se chegar a horas) para o respectivo autógrafo e dar parabéns.

    Boa semana

    Saudações literárias :)))))

    ResponderEliminar
  2. Vamos esperar por mais novidades e no dia aprazado lá estarei.

    ResponderEliminar
  3. e porque não uma educadora de infância escrever poesia?
    Lidar com as criaturas mais adoráveis do mundo (desde que não desatem a chorar lol) é das coisas mais difíceis e nobres de fazer.
    Lindo poema.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. O 1º consegui e gostei muito. O 2º logo se verá mas vai dando informações quando souberes o dia. Bom Fim de Semana.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...