22 dezembro 2008

17 dezembro 2008

A Transgressora


Rogério era um menino de berço, com uma sensibilidade diferente que escutou o padrasto planear com a amante o assassínio da sua mãe Beatriz, de modo a herdar toda a sua fortuna. Depois de um estranho e fatídico acidente de helicóptero sobre o Douro, o corpo dos três tripulantes: o piloto, Beatriz e Rogério desapareceram no rio, sendo dados como mortos. Só que das profundezas das águas e passados vinte anos sobreviveu e renasceu Regina, uma belíssima e misteriosa mulher, obcecada em vingar aquele crime hediondo e a morte da sua mãe. Num jogo perigoso de dissimulação, a transexual escamoteando a sua verdadeira identidade, pôs em prática um esquema para destruir os Morais Albuquerque num ajuste de contas vertiginoso e impiedoso. Todavia, Regina estava longe de saber os segredos que se escondiam por detrás desse suposto homicídio e todos os factos relativos à sua verdadeira identidade. Tendo a cidade do Porto como cenário, esta é uma narrativa fascinante, intrigante, que aborda temáticas actuais como a transexualidade e o síndrome do pânico, levando o leitor a deambular na mente de uma mulher que oscila entre a náusea, o amor e o ódio numa obsessão fixa de vingança. Regina é envolvente, sarcástica, sedutora, irónica, solidária, desconcertante, uma sobrevivente do desdém, das mentiras e das circunstâncias da vida. Para muitos ela era a personificação do Inferno…Mas para Regina não há Inferno…Para Regina o Inferno são os outros…Para Regina o Inferno foram os outros…Por isso ela tornou-se na verdadeira TRANSGRESSORA.

Leiam, que vale a pena e já agora...
visitem o mundo de Tiago

13 dezembro 2008

De repente deu vontade de um abraço


Queria um abraço hoje!!!
De repente deu vontade de um abraço.
Uma vontade de entrelaço, de proximidade..
de amizade.sei lá..

Talvez um aconchego que enfatize a vida
e amenize as dores...
Que fale sobre os amores,
que seja teimoso e ao mesmo tempo forte.

Deu vontade de poder rever
saudade de um abraço.
Um abraço que eternize o tempo
e preencha todo espaço,
mas que faça lembrar do carinho,
que surge devagarzinho
da magia da união dos corpos,
das auras..sei lá..

Lembrar do calor das mãos
acariciando as costas a dizer..
"estou aqui."
Lembrar do trançar dos braços
envolventes e seguros afirmando
"estou com você"..
Lembrar da transfusão de forças
com a suavidade do momento
..sei lá..
abraço...abraço...abraço...
abraço...abraço..abraço...
abraço...abraço...abraço...

O que importa é a magia deste abraço!
A fusão de energia que harmoniza,
integra tudo, e que se traduz
no cosmos, no tempo e no espaço.
Só sei que agora deu vontade desse abraço!!
Que afaste toda e qualquer angústia.
Que desperte a lágrima da alegria,
e acalme o coração..
Que traduza a amizade,
o amor e a emoção.
E para um abraço assim
só pude pensar em você....
nessa sua energia,
nessa sua sensibilidade
que sabe entender o por quê...
dessa vontade desse abraço.

(desconheço o autor)

05 dezembro 2008

Estou farta!!!

Estou farta de ouvir falar da avaliação, que os professores não querem ser avaliados, que são uns malandros, não trabalham, têm horários reduzidos.
Estou farta de ouvir achincalhar os professores, por pretensos sabedores da verdade sobre a classe.
Estou farta de ser o capacho da sociedade, de ser desrespeitada pela tutela, pelas crianças, pelos pais das crianças e pela sociedade em geral.
Mas, porque há sempre um mas…será que sabem que os Educadores de Infância trabalham a vida toda com o horário lectivo completo?
Será que sabem que não temos redução de horário, seja qual for a circunstância, idade, tempo de serviço?
Será que sabem que as actividades lectivas dos jardins de infância pertencentes ao Ministério da Educação são até dia 24 de Dezembro, inclusivé? Será que sabem que trabalhamos mais 1 semana no Natal, mais 1 semana na Páscoa e até 15 de Julho com as crianças?
Será que sabem que não temos as pretensas férias que nos acusam de ter? Eu trabalho até à vespera de entrar de férias, como qualquer trabalhador, independente do sector de actividade. E que, regresso ao meu posto de trabalho, no 1º dia útil, após o gozo das férias e lá me mantenho a cumprir o meu horário lectivo?
Será que sabem que sou tão licenciada como qualquer outro professor, estou integrada na mesma carreira e sujeita às mesmas regras mas não tenho as mesmas regalias?
Será que sabem que, para a sociedade em geral e para a maioria dos pais em particular, somos consideradas amas e temos que os substituir na educação e nos principios que têm que vir de casa?
Será que sabem que, as reuniões com os encarregados de educação se realizam à noite? Hoje, por exemplo tenho reunião de encarregados de educação às 21h no jardim de infância onde trabalho. Será que sabem que também sou gente, tenho familia e mereço descansar e retemperar energias?
Estou farta que falem mal da minha profissão e me considerem “lixo”, “professorzeca”
CHEGA…BASTA…informem-se 1º. E depois falem…assim NÃO!!!

22 novembro 2008

Espiral

Um olhar cruzado
Nas espirais amorosas
Um subtil suspiro
Perdido nos ecos do Tempo
Um raio de Sol
Atravessa o gelo circundante
O teu coração palpitante
Revive na esperança
Uma carícia repousante
Nas margens do esquecimento
O rio da solidão
Vai vazio de sentimento
Um riso cristalino
Ilumina o desencanto
Duas mãos entrelaçadas
Uma vida para viver

(do meu livro "Ventos do Sul")


Se desejarem adquirir o livro, enviem-me uma mensagem para o email do blog.

14 novembro 2008

Ventos do Sul

Finalmente, cá está o livro, "Ventos do Sul" lançado, ontem, num evento na Livraria Bertrand do Dolce Vita.
Foi mais um sonho concretizado, mais uma obra concluida com muito Amor, Inspiração e desta vez pela mão da Papiro Editora.


Como não podia deixar de ser, partilho convosco algumas fotos da sessão de lançamento, cuja apresentação ficou a cargo do meu Pai, pois quem melhor que ele para falar sobre a autora.







A todos os Amigos e Familiares presentes o meu OBRIGADA, por partilharem comigo este momento, pela força e carinho demonstrado.

Quanto ao meu livro, bom, ele já está à venda na Livraria Bertrand do Dolce Vita.

Em breve vos direi quais são as outras livrarias onde o podem adquirir. Se preferirem, poderão fazê-lo, também, através do email do blog .

Até lá...Ousem ser Felizes

29 outubro 2008

Convite


Chegou, finalmente, o dia do lançamento do meu 2º livro de poemas "Ventos do Sul".
Aqui fica o convite a quem quiser aparecer.
Já Zeca Afonso dizia "Seja bem vindo quem vier por bem"

(clica para ver)

21 outubro 2008

"O mar e tu"

Uma música para alegrar a alma e uma belissima interpretação.

Relaxem, sintam a música e...OUSEM SER FELIZES!!!

video

12 outubro 2008

Apenas poesia...

Perguntam-me (muitas vezes), quando digo que escrevo, porque escrevo poesia.
Confesso que fico surpresa com a pergunta, ou talvez não, talvez por as pessoas acharem que, devido à minha profissão (para quem não sabe, sou educadora de infância) deveria escrever algo ligado ao que faço.
Afinal porque escrevo poesia?
Porque gosto, porque é a escrita com a qual a minha alma e a minha inspiração se identifica, se solta, se expande e liberta.
É preciso haver um motivo para se escrever desta ou de outra forma qualquer?
Escreve-se e pronto...gosta-se ou não e acabou...
Gosto de poesia, gosto de alguns poetas portugueses e por isso, aqui fica um poema de Maria do Céu Costa e do seu livro "Sentimentos no Silêncio"


Neste rectânglo em que me detém a noite.
Procuro-Te no silêncio.
Lentamente fecho os olhos,~
Ligeiramente abro os braços,
E num gesto suave viro as mãos.
Espero...
Sinto aproximar-se a vibração da presença.
Pousas em mim com uma leveza,
Que me atrai e solta.
És o clarão dentro do poço!
É teu, este momento.
Eis como Te encontro.


E, em jeito de final de post, uma novidade...será lançado, no inicio do próximo mês, o meu 2º livro de poemas.
Mais informações, tais como o dia, hora, local e titulo do livro, serão aqui divulgadas a seu tempo.
Até lá...Ousem ser FELIZES!!!!

20 setembro 2008

Esperança



Perco meu olhar pelo horizonte
Nuvens cinzentas espreitam
Carregadas de chuva
Carregadas de sentimentos negros
Que o vento precisa varrer
Afastar para longe do meu coração
Ansioso de esperança
Desejoso de amor
Do teu amor, do teu carinho
Esperança é o que desejo
Esperança é o que preciso
É tudo o que anseio
Esperança é o que se avizinha
Trazida pelo arco iris
E depositada em meu coração


angelis

26 agosto 2008

Nostalgia...de final de férias!!!

Hoje, deu-me para a nostalgia...mau sinal!!! Férias em recta final, levaram meu pensamento nostálgico até á minha cidade, meu berço, onde nasci e vivi, durante 28 anos.
Para o que nos dá, quando estamos quase a retomar as nossas tarefas diárias e obrigações!!!
E, dando voz a esse estado de alma, resolvi visitar o site oficial da Câmara Municipal do Peso da Régua, de onde retirei estas fotos.
Visitem o site, recolham informações e visitem esta região única no país, com um microclima fantástico que permite àqueles vinhedos dar as uvas para a fabricação do espectacular e famoso Vinho do Porto. (porque será que se chama assim e não tem o nome da região onde nasce?)
Acreditem, não se vão arrepender.
Às vezes, sabe bem esta nostalgia que nos faz revisitar as nossas origens e nos traz lembranças doces de tempos passados.










Até já e...OUSEM SER FELIZES!!!

18 agosto 2008

Detesto...



Detesto ir ao dentista...tenho ataques de pánico só de me lembrar daquela malfadada cadeira onde me sento, e da qual não tenho hipótese de fugir...socorro!!!
Mas...tive que abandonar meu doce vicio (as férias) e ligar para o meu dentista.
- Socorro doutor!!! Parti 1 dente, pode atender-me?
Do outro lado a gargalhada do costume...e a resposta que não quero ouvir.
- Só assim é que aparece, não é?
Pois fazer o quê? Não tenho culpa de detestar a cadeira do dentista, não acham?

26 julho 2008

Há vicios...incriveis!!!

Chegou a hora...finalmente, vou poder abandonar-me nos braços do meu vicio favorito.
Estarei por aqui, entregue ao meu vicio que me chama, que espera por mim...

Digam lá se não vale a pena????Sem sombra de dúvida, que há vicios incriveis!!!

Até já e ousem ser FELIZES!!!

angelis

11 julho 2008

Intemporal...


«Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.»


Eça de Queirós

20 junho 2008

Sexo e a Cidade


Faça este teste e descubra qual das personagens desta série, agora transformada em filme, combina melhor consigo


É louca por moda e por festas como a Carrie, a protagonista de «Sexo e a Cidade»? Ou será mais assim para o romântico e convencional como a Charlotte? Também pode ser pragmática e determinada como a advogada Miranda. Ou ainda sedutora e descomplexada como a sedutora Samantha...
Veja com qual destas mulheres se identifica mais e surpreenda-se com a análise psicológica que este teste faz da sua personalidade.

Pontuação: 92 Pontos



Resultado:É uma mulher pragmática que põe a carreira à frente de todos os outros interesses, tal como a... Miranda! Ambiciosa, realista, voluntarista, determinada e independente são tudo adjectivos que a caracterizam. Sabe o que quer e faz tudo para o conseguir.
A inteligência é uma das suas maiores qualidades mas também uma das suas fraquezas, uma vez que tende a racionalizar tudo. O seu racionalismo exacerbado impede-a de se entregar às primeiras.
Gosta sobretudo de homens ambiciosos, bem instalados e protectores. Apesar de ser uma mulher dinâmica e empreendedora, gosta de sentir que tem um porto de abrigo ao qual pode recolher, sobretudo depois de terminar a extensa lista de tarefas que fazem parte do seu dia-a-dia.
Um teste com algumas perguntas meias parvas, mas engraçado...
Vá lá, façam e contem o resultado!

11 junho 2008

"Asas..."




Abri as asas da alma
Soltei-as ao vento
Agitaram-se
Esvoaçaram
Libertas…
Levaram-me a caminhos sinuosos
Caminhos tortuosos
Caminhos nunca antes percorridos
Minha alma liberta
Bate asas e voa
Voa sem destino
Embalada pelo amor
Agitada pelo desejo
Assim são
As asas
Da minha alma



angelis

25 maio 2008

Mudanças

foto do google

foto do google

O tempo foi de mudanças, muitas mudanças por estas bandas. E foi um tempo demasiado ocupado, demasiado stressado, com tudo o que implica uma mudança.
Se valeu a pena? Sem sombra de dúvida. Pois já diz o ditado popular: “Quem muda, Deus ajuda”.
Mudar faz bem, é saudável, dá outra perspectiva de vida, outros ritmos, outros hábitos, novas caras, novos locais, mas levando as boas recordações, as boas lembranças na bagagem da mudança.
Porque se muda? Escreveria um tratado sobre isso, e não é essa a minha intenção, mas sim dizer que mudei. Mas mudei o quê? Mudei de casa, mudei de concelho, mudei para outro local, enfim…mudei para melhor. Porque mudar deve implicar sempre uma mudança para melhor, melhor qualidade de vida, melhor saúde, melhores meios e acessos. Caso contrário…deixemo-nos ficar onde sempre estivemos.
Agora, com novas rotinas, com a vida diária normalizada após a mudança, retomo a escrita, retomo o blog, pois, permanecerei por aqui enquanto me der prazer partilhar convosco a minha escrita.
E, por falar em escrita…em breve haverá uma surpresa, mas para já…silêncio e segredo é a alma do negócio.

Até lá…OUSEM SER FELIZES!!!

angelis

24 março 2008

"Ilhas..."


(foto de Fernando Almeida)

Às vezes somos ilhas isoladas da vida.
Somos gente que ri, chora, canta, labuta,
Ama e vive na corda bamba do circo da vida.
Palhaços, trapezistas, contorcionistas,
Malabaristas, tudo o que podemos e quisermos ser.
Actores, directores de nós mesmos,
Disfarçados para a dor não nos ver.
Máscaras agarradas à alma,
Sufocando-a, impedindo-a de viver e amar.
Quando seremos nós mesmos?
Quando deixaremos de representar no imenso palco da vida?
Às vezes somos ilhas isoladas dentro de nós mesmos.
Que fazer?
Perdermo-nos da vida?
Encontrarmos outras ilhas como nós?
Ás vezes somos, tão somente, gente anónima!!!

angelis

23 março 2008

E vão 4...

(imagem de Pedro Ferreira)

Tudo começou há 4 anos atrás...
Se alguém me dissesse, na altura, que iria criar um blog...diria que essa pessoa estaria louca.
Mas a verdade é que, aceitei o desafio e criei o Pé de Vento.

O aflores "meteu-me" o bichinho dos blogs no corpo...e o agostinho criou o logótipo e hoje, passados estes anos, o Pé de Vento ainda está por cá.

logótipo
Em tempo de mudanças profundas, continuo fiel ao principio que me levou a embarcar nesta aventura bloguista.

Por quanto tempo?

Não sei e também não interessa nada!!!

A todos que por aqui passam um abraço especial e não se esqueçam..."Ousem ser FELIZES"

PS: Uma curiosidade...este é o post 222 (e esta hein?)

06 março 2008

Dias difíceis



Aprenda a gerir as suas emoções em casa e no trabalho.

Se fosse feito um inquérito à escala mundial com a pergunta «qual é o dia mais difícil da semana?», a resposta mais votada seria «segunda-feira». É o dia que marca o regresso ao trabalho, ao trânsito urbano e às mil e uma coisas que temos para fazer, sempre em metade do tempo.
Pior do que uma segunda-feira, só mesmo a primeira segunda-feira depois das férias. Mas, essa, há muito que já lá vai. Contudo, não desespere. Vários especialistas na área da Psicologia enunciam estratégias para reorganizar a sua agenda e permitir que, daqui em diante, o seu dia-a-dia seja (quase) uma réplica das suas férias. Sem stress.
Chega ao trabalho e, como sempre, liga o computador. Antes de ver as dezenas de e-mails que terão chegado na sua ausência, reveja as suas fotografias das férias deste Verão, escolha a melhor foto e coloque-a como fundo de ecrã, para poder evadir-se de vez em quando, enquanto olha para ela.
De volta à realidade, encontra trabalho acumulado, a adrenalina habitual e uma ou outra reacção adversa de um colega, desesperado com o muito que ainda tem para fazer.
Respire fundo e não se deixe dominar pela pressão. Pense nos seus objectivos de trabalho e organize-os por prioridades, definindo prazos intermédios que a permitam controlar a evolução dos acontecimentos.
A tensão entre colegas de trabalho, uma das causas mais comuns de stress laboral, resulta muitas vezes de falhas de comunicação.
Fomente o espírito de equipa e o diálogo e, caso se sinta pressionada, aborde o assunto com a pessoa em causa. Não esqueça outra regra de ouro: fique à margem dos mexericos.

Tempos livres
Tem dado à sua vida pós-laboral o espaço que merece? A felicidade depende, em grande parte, do equilíbrio entre três elementos da vida (pessoal, profissional e afectiva) e nenhum deve ficar esquecido.
Concentrar toda a importância num deles apenas contribuirá para aumentar a insatisfação e níveis de stress. Por isso, aproveite o tempo que lhe resta, a cada dia, para contactar com amigos (uma chamada de telefone já é um bom começo), acompanhar as proezas dos seus filhos ou reunir- se com as pessoas de quem mais gosta.
Substitua a televisão por uma boa música ou livro e não adie mais a ida ao spa que tanto anseia. O seu nome também deve constar na lista de prioridades e está na sua mão colocá-lo em destaque.
Para tal, dispa o fato de super-mulher e crie uma boa rede de apoio, com a ajuda da sua família e parceiro, que lhe permita partilhar as duras missões diárias. E enquanto as próximas férias não chegam, vá treinando aos fins de semana, aproveitando-os ao máximo na companhia de quem mais gosta.

A dois
Uma última questão: Das 24 horas que compõem o dia quantas passa a namorar? Visto o tempo que está a dormir ao lado do seu parceiro não poder ser contabilizado, é possível que os momentos juntos não excedam um par de horas.
Se se identifica com este cenário, precisa de tomar medidas.
Segundo Pilar Varela, psicóloga e autora do livro Amor Puro y Duro, há estratégias simples que pode pôr em prática: expressar afecto diariamente (com um beijo de bons dias, carícias ou palavras), partilhar experiências, aspirações e tomar decisões em conjunto, numa conversa ao fim do dia e, semanalmente, marcar um encontro para sair, divertir-se e voltar apaixonar-se pelo seu companheiro.
Evite pôr a intimidade em segundo plano e quebre a rotina com pequenos gestos que garantam que no final da semana terá um episódio para recordar, para além dos imprevistos do trânsito.

Fora de horas
Aprenda a deixar o trabalho... no trabalho!
1. Prepare a agenda para o dia seguinte, definindo prioridades.
2. Organize a secretária antes de sair, mesmo que não tenha terminado todas as tarefas.
3. Não leve trabalho para casa. Por um lado, terá tendência para fazê-lo, por outro, sentir-se-á culpada se não tiver tempo.
4. Faça uma pausa entre o emprego e casa. Vá ao café com amigos, dê um passeio a pé, veja as montras ou tome um banho relaxante ao chegar a casa.
5. Mude de roupa ao fim do dia. Um estilo informal e confortável vai ajudá-la a desligar.
6. Se lhe ocorrer uma ideia ou questão relacionada com o trabalho tome nota rapidamente e não pense mais nisso. No dia seguinte tratará do assunto.

Texto: Manuela Vasconcelos
A responsabilidade editorial desta informação é da revista saber viver

(fonte mulher.sapo.pt)

06 fevereiro 2008

A minha nova tatuagem

ImageChef.com - Custom comment codes for MySpace, Hi5, Friendster and more

Palavras para quê?
É a minha nova tatuagem, que tal?
As outras...bom, essas não posso mostrar...hehehehehe...
Até já, e...OUSEM SER FELIZES
(com ou sem tatuagens)

05 fevereiro 2008

Ventos

(foto de João Quintela)


As folhas rodopiam.
As árvores dançam,
Agitando seus ramos.
Despindo-se ao sabor dos ventos.
Folhas caídas.
Sentimentos derrubados.
E os ventos sopram,
Levando nas suas asas
As almas que passam.
Alheias, abstractas,
Autómatos ao sabor dos ventos.


angelis

23 janeiro 2008

Senta-te e relaxa...

A última moda em sofás lá para casa...
Senta-te, relaxa e usufrui deste magnifico sofá...
Até já, e...Ousem ser FELIZES

13 janeiro 2008

Despida…



Olho-te despida de preconceitos
Beijo-te despida de embaraços
Na beleza das almas
No calor dos corpos
Fundem-se desejos
Qual fogueira de sentidos à solta
Varridos pelos ventos do coração

angelis

02 janeiro 2008

Frase/foto do dia

Por vezes, quando se está furioso com alguém, ajuda bastante sentar e pensar sobre o problema...


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...