28 agosto 2011

O palco e a vida


Todos somos actores neste palco que é a vida, e quem disser que não, usa a máscara do fingimento e esconde-se de si, no mais fundo do seu ser.
Somos o que somos, e fingimos o que não somos, rimos e choramos por dentro, pois ninguém tem que ver nossas lágrimas, ninguém tem que rir com nossas tristezas.
Merecemos o Óscar de Melhor Actor/Actriz neste fantástico filme das nossas vidas, que começamos a interpretar mal nascemos e damos o 1º berro, o 1º choro. A partir daí quem nos pára?
A verdade da vida, a sinceridade da alma é carregada por cada um na diferença que faz no caminho que trilha, no papel que escolhe.
E quem não quer o papel principal?
A vida é um imenso palco, ou transportamos para o palco público a nossa vida e devassamos os nossos sentimentos, a nossa privacidade á procura de protagonismo, ou tal como eu prefirem passar despercebidos no meio da multidão e fazerem da vida o vosso palco, com verdade, honestidade, forntalidade e dizer bem alto...NÓS OUSAMOS SER FELIZES!!! E VOCÊS?

21 agosto 2011

Música ao domingo [17]



Uma música diferente para um domingo quente e preguiçoso :)
Boa semana para todos os que trabalham e os que estão de férias e nunca se esqueçam de OUSAR SER FELIZES!!!

20 agosto 2011

Trocas e baldrocas



(foto de Emilia Duarte)

As infecções são como o custo de vida, aparecem quando menos se espera e vimo-nos aflitos para os combater.
Tal e qual como as plaquetas e os euros…não tenho nem uns nem outros. Mas que raio tem uma coisa a ver com a outra?
Mau Maria, já estou a ver que não estás a perceber nada desta “agricultura”. Ora vejamos: as plaquetas são precisas para combater as infecções e afins, certo? Certíssimo. E eu não tenho dessas ditas cujas, estão esgotadas. Os euros são necessários para fazer face ao custo de vida, ou não? E também não há desses bichaninhos no bolso de ninguém, por isso, o que fazer?
Pegar num leque e abanar-nos, porque a electricidade vai aumentar 17% e não se pode ligar as ventoinhas nem o ar condicionado…ai balha-me Deus!!!
E agora, que anda tudo trocado, passo a escrever “infecções” ou “infeções”?
Como eu sou “do antigamente” em que se aprendia a ler e a escrever em bom Português e nada nem ninguém me obriga a aderir ou seja lá o que for ao novo acordo ortográfico, e como neste blog, quem manda sou eu, vou continuar a escrever como aprendi na Escola Primária.
E o que isto tem a ver com as infecções, o custo de vida, as plaquetas e os euros? Nada e depois?
É o que faz o calor, numa tarde de sábado, troca-nos as voltas, dá-nos mais umas baldrocas e só lê quem quer.

Mas, há uma coisa que nunca se podem esquecer…OUSEM SER FELIZES!!! (e depois não digam que eu não avisei)

10 agosto 2011

Preguiça [versus] calor


(foto de João Januário)

Uma pequena pausa, saio da frescura da água límpida da piscina e sento-me á sombra do guarda-sol, com um refresco bem geladinho, meu portátil, meu amor do meu lado (sempre sorrindo) e resolvo postar algo neste cantinho :)
Não apetece nada sair das águas frescas da piscina e como tenho pavor do mar (traumas da infância) fico-me pela espreguiçadeira e pela sombra agradável do guarda-sol. Afinal férias são isso mesmo…fresca, sombra e um nada fazer gostoso, ao lado do nosso mais que tudo, não é?
Deixo para trás o calor insuportável, os afazeres, o cansaço e outras coisas menos boas e delicio-me neste pequeno paraíso.
O refresco de fruta gelado está divino…hummm…nem coloco aqui uma foto para não babarem para cima do ecrã do vosso computador…hehehehe…
Afinal a vida é isto mesmo, aproveitar cada dia como se não houvesse amanhã…gozar os pequenos prazeres de hoje, amar, rir, sonhar e refrescarmo-nos numas águas límpidas e frescas.

Boas férias e nunca se esqueçam…OUSEM SER FELIZES!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...