30 maio 2007

O que me irrita



Muito se tem escrito, dito, mostrado, seja na imprensa escrita, seja nas televisões, sobre a pequena inglesa, raptada no nosso país.
Até aqui, tudo pacifico, mas…tem de haver sempre um mas…
A criança foi raptada, o sofrimento dos pais deve ser imenso e difícil de, alguém de fora, medir ou conseguir avaliar. Contra factos, não há argumentos.
Mas, lá vem o tal “mas”, o que se fez pelo pequeno Rui Pedro, desaparecido há anos? O que se faz pelas crianças que desaparecem diariamente? O que se faz pelas crianças maltratadas, abandonadas, violadas?
NADA…rigorosamente NADA…
Então, questiono-me…não são as crianças todas iguais? Não têm todas os mesmos direitos?
O que se faz para retirar uma arma das mãos de uma criança? O que se faz para dar um projecto de vida às crianças enfiadas anos a fio em lares?
O que se faz para desburocratizar a adopção? O que se faz para alterar as leis que permitem matar, violar e maltratar crianças e ficar-se impune?
Em que é diferente a pequena inglesa, das nossas crianças? O que se fez para condenar os violadores do caso Casa Pia?
Irritada eu? Que ideia!!!
Trabalho com crianças há 25 anos, já vi de tudo…acreditem…
Agora mediatizar este rapto!!!!! E as outras crianças????

O que me irrita? A passividade do sistema judicial, o tratamento desigual que se dá a estes casos…é português…que se “arranje”, é inglês…uiiiiii…há que dar tratamento VIP…

O que me irrita?
Simplesmente ver crianças maltratadas, espancadas, abandonadas, violadas e quantas…mortas, assim que nascem, pelas mãos das mães que as carregaram 9 meses no ventre…
Onde está a justiça? Onde estão os direitos destes seres indefesos?
Direitos das crianças???!!!
No papel…apenas no papel…
Pensem nisso…há muito que pensar, fazer, agir…e depois comemora-se o Dia Internacional da Criança…

angelis

24 maio 2007

Mamografia



Porque nunca é demais informar, e porque, prevenir está nas nossas mãos...eu faço o despiste do cancro da mama, anualmente, e você?

Mamografia: Tudo o que deve saber sobre a mamografia

A mamografia constitui a melhor ferramenta para a detecção precoce do cancro da mama.

A mamografia é o melhor exame que se emprega para o diagnóstico precoce do cancro da mama, trata-se, mais exactamente, de um exame radiográfico capaz de detectar qualquer tipo de alteração na estrutura mamária, tanto benigna como maligna.
Esta prática consta de quatro radiografias: efectua-se uma de cada mama, de frente e de perfil, com prolongamento axilar.


Para que serve?
De acordo com diversos estudos de investigação, a mamografia permite detectar o cancro da mama de forma precoce.
Naturalmente, efectuar o exame não previne a doença, mas graças ao diagnóstico precoce a mortalidade por cancro da mama diminuiu notavelmente.

Quem deve fazer uma mamografia?
Todas as mulheres a partir dos 40 anos devem fazer uma mamografia uma vez por ano. Se existirem antecedentes familiares directos de cancro da mama (mãe ou irmãs), devem começar a efectuá-la a partir dos 35 anos, tenham filhos ou não.
Isto não quer dizer que o exame não possa solicitar-se antes dessa idade ou com mais frequência se o ginecologista tiver algum tipo de dúvidas.
Mesmo assim, todas as mulheres - independentemente da sua idade - devem realizar o auto-exame da mama todos os meses, e anualmente o exame de palpação na consulta ginecológica de rotina. Aí, se o médico reconhecer alguma indicação suspeita, solicitará uma mamografia para confirmar do que se trata.

A ecografia da mama substitui a mamografia?
A ecografia mamária é um estudo complementar que se solicita quando a mamografia apresenta algum sinal de patologia - benigno ou maligno -, mas não a substitui. Muitas mulheres confundem ambos os exames e acreditam que é indiferente fazer um ou o outro.
No entanto, a mamografia permite descobrir algumas lesões não detectáveis mediante a avaliação ecográfica. Quando o resultado oferece dúvidas, pode solicitar-se também uma ampliação, que consiste numa nova mamografia, mas dirigida para a zona que origina as dúvidas.

Dói?
A mamografia pode causar algum desconforto, porque para obter as provas radiográficas é necessário comprimir os peitos e levantá-los; mas de nenhum modo é dolorosa. O grau de desconforto depende basicamente de cada mulher e não - como se costuma pensar - do tamanho do peito.
E também costuma incomodar um pouco mais quando se realiza nos dias anteriores à menstruação, dado que - normalmente - o peito se encontra congestionado. Por isso, recomenda-se sempre efectuar o estudo durante a menstruação ou alguns dias depois.

As mulheres que colocaram próteses mamárias podem fazer uma mamografia?
Sim. As próteses mamárias não constituem um impedimento nem uma contra-indicação para a realização da mamografia. Além disso, existem técnicas especiais para estes casos, de modo que as próteses não afectam os resultados do exame.

Quanto tempo dura o exame?
Trata-se de uma prática muito rápida: dura entre 5 e 10 minutos. O resultado costuma estar pronto 48 horas depois (segundo a modalidade da instituição), tempo que demora a execução do relatório.

As mulheres grávidas podem fazer uma mamografia? E as que estão a amamentar?
Antes de realizar o estudo deve ter a certeza de que não está grávida; caso contrário, convém esperar pela menstruação.
A mamografia nunca deve efectuar-se durante a gestação. Com respeito às mulheres que se encontram a amamentar, salvo excepções, o ideal é esperar seis meses depois de ter terminado a amamentação.

Algumas recomendações
É importante que no momento de efectuar a mamografia a mulher leve consigo o exame anterior. Assim, o técnico que realiza o exame terá elementos para comparar como estava o peito há um ano atrás e como se encontra actualmente.
Do mesmo modo, quando se dirigir para o consultório ginecológico com o resultado do exame, deve levar também o exame anterior. Lamentavelmente, em cerca de dez por cento das mamografias não se consegue detectar lesões apesar da sua existência.
Por isso, além do auto-exame mamário habitual, a visita ginecológica de rotina torna-se imprescindível.

(fonte: mulher.sapo)

19 maio 2007

Foto do dia

E tudo o pecado levou...



Autor: Helder Mendes
Site: Fotografiaonline

12 maio 2007

Eu…perdida…



Imersa numa nuvem de trabalho…aulas, estudos, trabalhos para entregar, nem tempo tenho para as coisas que gosto tanto de fazer…
Ai…que saudades dos fins de semana de preguiça e lazer…
Ai…que saudades do meu tempo…
Pois, nem tempo tenho tido para actualizar o blog, mas mais altos e nobres objectivos me chamam…
Mas, Phil’s Studio…a volta à Sincelo, para um gelado ou um crepe daqueles, está desde já prometida, ok?
O 1º concurso para professor titular está ai à porta, a carreira não pode ser descurada, embora não concordando com a divisão dos professores, vou concorrer, vou tentar chegar a professor titular e, até estou no 9º escalão…
Não quero e não vou entrar em polémicas aqui, pois muito se tem escrito sobre esta matéria e não só e, sabemos todos o que isso implica.

Apenas passei por aqui, para vos dizer: “Olá meninos e meninas, tudo bem com vocês? Têm sorrido, abraçado, beijado, amado? “
O resto, é a vida, o dia a dia de quem labuta, o dia a dia de uma mulher que é também, profissional, que estuda, que tem família e amigos e que ousa Ser Feliz!!!
E, vocês? Já ousaram hoje?


“Perdida”

Imersa nos meus pensamentos
Esqueço-me da vida
Mas qual vida?
Vida – labuta
Vida – esforço
Vida – objectivos
Vida – sorrisos
Vida – afectos

Imersa no mundo das palavras
Procuro as cores do arco-íris
Sorrio…olho para ti
Abraças-me…bem forte
E, sussurras ao meu ouvido:
- Estou aqui, adoro-te…
E, a vida acontece
Num sorriso
Num abraço
Num beijo
Perdida…em ti

Angelis


05 maio 2007

As 7 coisas que…

O Tuga decidiu “cravar-me” com um questionário (teste). Também…não posso ser Destaque Quinzenal sempre, não é?

Assim sendo, e para que não digam que fujo com o rabo à seringa, como fugi com uma fatia de bolo, no meu aniversário, aqui vai.
Divirtam-se e sejam Felizes.

As 7 coisas que…


7 Coisas que eu tenho que fazer antes de morrer
1- Não pensar nisso
2- Perder o medo de aprender a nadar
3- Ser feliz
4- Visitar Paris, Roma e Veneza
5- Publicar mais livros
6- Continuar a sonhar
7- Não me lembro de mais nada

7 Coisas que eu mais digo
1- Bom dia
2- Boa tarde
3- Ousem ser felizes
4- Xiça penico
5- Portem-se bem…mal…
6- Estou cansada…
7- Tirem-me deste filme…

7 Coisas que eu faço bem
1- Cozinhar
2- Ser AMIGA
3- Conduzir
4- Ir ás compras
5- Ser organizada (no trabalho)
6- Beijar (é uma arte, e faz bem)
7- Sexo (aproveitar enquanto há, faz bem à pele, tem vitaminas, sais minerais…)

7 Coisas que eu não faço
1- Ir ao shopping ao domingo
2- Passar calças com vinco (faço sempre 2 vincos…hehehehe)
3- Ir ao ginásio
4- Ir ao cinema sozinha
5- Lavar o carro (para isso há as estações de serviço)
6- Ver a pressão dos pneus (engano-me sempre)
7- Mascarar-me no Carnaval

7 Coisas que me encantam
1- Natureza
2- Uma cama enorme num hotel à beira mar
3- Um gelado na "Sincelo"
4- Cinema, música e leitura
5- Homem(s), minha sobrinha, amigos
6- Férias na montanha (Douro, Minho, ou Serra da Estrela)
7- Uma boa "francesinha"

7 Coisas que eu odeio
1- Acabar o papel higiénico quando preciso dele
2- Levantar cedo
3- Mentira e o engano
4- Tarefas domésticas (limpar o pó e passar a ferro)
5- Tocar o telefone ou a campainha quando estou no banho
6- Falta de respeito
7- O barulho do despertador de manhã

7 Pessoas para fazer o teste
Bom, aqui, teria que escolher “ 7 vítimas” para dar continuidade à brincadeira, mas, não o vou fazer…Deixo ao critério de cada um/a fazer ou não o teste.

Deste estou safa, noutro não me meto tão cedo…acho eu.

é tão bom preguiçar!!!

01 maio 2007

Cidade dos Anjos




Quem não se lembra do filme "Cidade dos Anjos"? E da música?
Aqui fica a música do filme a tocar e a letra da mesma...para recordar, embalar e fazer sonhar...pois o AMOR é a força da alma...

Goo Goo Dolls – Iris lyrics

And I'd give up forever to touch you,
Cause I know that you feel me somehow.
You're the closest to heaven that I'll ever be,
And I don't want to go home right now.

And all I can taste is this moment,
And all I can breathe is your life,
And sooner or later it's over,
I just don't want to miss you tonight.

And I don't want the world to see me,
Cause I don't think that they'd understand.
When everything's meant to be broken,
I just want you to know who I am.

And you cant fight the tears that ain't coming,
Or the moment of the truth in your lies.
When everything feels like the movies,
Yeah you bleed just to know you're alive.

And I don't want the world to see me,
'Cause I don't think that they'd understand.
When everything's meant to be broken,
I just want you to know who I am.

And I don't want the world to see me,
Cause I don't think that they'd understand.
When everything's meant to be broken,
I just want you to know who I am.

And I don't want the world to see me,
Cause I dont think that they'd understand.
When everything's meant to be broken,
I just want you to know who I am.
I just want you to know who I am.
I just want you to know who I am.
I just want you to know who I am.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...