18 fevereiro 2018

Velhice Solitária

(foto de João Castela Cravo)

Tentas o equilíbrio
 No peso dos anos passados
 Nos sacos que carregas
 Nas dores que transportas
 Olhos no chão
 Costas curvadas
 Ninguém pode ver
 Ninguém pode saber
 Ninguém pode sentir
 A dor é só tua
 A solidão é só tua
 As lágrimas são só tuas
 E rua abaixo carregas
 O peso da velhice solitária
 Tentando o equilíbrio
 Nos sacos que transportas
 Nas poucas forças que restam
 Olhos no chão
 Lágrimas que correm
 Queres ser invisível
 E tentas o equilíbrio
 Na velhice solitária

 Angelis (12/12/2016)

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...