12 novembro 2004

Serenidade


Sentada à beira mar
Tal como o mar sereno
Assim meu coração se encontra.
O sol brilha
Uma brisa suave acaricia-me o rosto.
O areal branco está deserto.
Pegadas de gaivota aqui e ali.
Viajo no tempo…
Viajo no espaço…
Vou ao teu encontro.
Abraço-te.
Beijo-te.
Sussurro-te ao ouvido: - Amo-te!!!
Volto ao presente…
Ao local onde me encontro
Sonho contigo…
Sereno é o dia
Tranquilo está o mar.
O sol deposita um beijo em minha face
E diz-me: - Este é um beijo do teu amor.
Sorrio!!!
Serenidade é o que a minha alma sente.


angelis

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...