18 maio 2006

Poema do coração

Eu queria que o Amor estivesse realmente no coração,
e também a Bondade,
e a Sinceridade,
e tudo, e tudo o mais, tudo estivesse realmente no coração.
Então poderia dizer-vos:
"Meus amados irmãos,
falo-vos do coração",
ou então:
"com o coração nas mãos".

Mas o meu coração é como o dos compêndios.
Tem duas válvulas (a tricúspida e a mitral)
e os seus compartimentos (duas aurículas e dois ventrículos).
O sangue ao circular contrai-os e distende-os
segundo a obrigação das leis dos movimentos.

Por vezes acontece
ver-se um homem, sem querer, com os lábios apertados,
e uma lâmina baça e agreste, que endurece
a luz dos olhos em bisel cortados.
Parece então que o coração estremece.
Mas não.
Sabe-se, e muito bem, com fundamento prático,
que esse vento que sopra e ateia os incêndios,
é coisa do simpático.
Vem tudo nos compêndios.

Então, meninos!
Vamos à lição!
Em quantas partes se divide o coração?


António Gedeão, Poesias Completas

8 comentários:

  1. Dois.
    O lado de dentro (o que realmente importa) e o lado de fora (o que não deveria importar tanto).
    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
  2. Pensando com o coração. Possívelmente não a mais sensata, porque o coração não pensa,... mas sofre.
    Beijinhos.
    Manuel

    ResponderEliminar
  3. Tricúspida e mitral? Tens a certeza? Onde foste buscar estes palavrões? E o meu (coração) tem disso?....acho que vou ver ;)
    Beijinhos e um super fim de semana

    ResponderEliminar
  4. O Coração só pode conter todas as partes que existem. Por isso se diz, "Que grande coração aquele tem". Bom Fim de Semana.Bjs

    ResponderEliminar
  5. Belíssimo poema do grande António Gedeão.

    ResponderEliminar
  6. O coração serve de inspiração e tem funções vitais. Boa semana e há muito que não comentava mas já sabes que não esqueço as amigas. Estão sempre no meu coração :)

    ResponderEliminar
  7. Sabes com quem almocei hoje? Adivinha lá :)))))))))))))) Foi um autêntico encontro de "Corações Maravilhosos" ;);)

    ResponderEliminar
  8. Tentei sempre pensar com a razão, mas houveram alturas em que pensei com o coração - algumas venci outras sofri, mas a vida é assim e faz parte do nosso crescimento interior ultrapassar obstáculos.
    Devo dizer que gosto imenso deste poema.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin