22 novembro 2008

Espiral

Um olhar cruzado
Nas espirais amorosas
Um subtil suspiro
Perdido nos ecos do Tempo
Um raio de Sol
Atravessa o gelo circundante
O teu coração palpitante
Revive na esperança
Uma carícia repousante
Nas margens do esquecimento
O rio da solidão
Vai vazio de sentimento
Um riso cristalino
Ilumina o desencanto
Duas mãos entrelaçadas
Uma vida para viver

(do meu livro "Ventos do Sul")


Se desejarem adquirir o livro, enviem-me uma mensagem para o email do blog.

4 comentários:

  1. Já (re)li o livro;) Aguardo pelo terceiro :):):)
    Bj

    ResponderEliminar
  2. é sempre difícil comentar poesia. direi apenas que gostei do poema!

    ResponderEliminar
  3. Quando duas mãos estão entrelaçadas, há sempre muita vida para viver.

    ResponderEliminar
  4. Uma espiral de sentimentos em dois seres de mãos dadas, que mais se pode querer para uma grande felicidade. Gostei bastante do poema. Se o livro se encontra à venda nas livrarias Bertrand espero por ela cá nas paragens da capital.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...