10 maio 2009

Destino



Uma mão…
Um destino…
Um desejo…
Uma carícia…
Olho a mão
Um gesto que fica
Suspenso no ar
Como suspenso
Fica tudo o que me rodeia
Desejaria ficar
Ficar em lado algum
E encontrar alguém
Alguém que não fosse
Ninguém
Que me desse a mão
Que entrelaçasse
Os nossos destinos
Que me fizesse
Sentir desejo
Que me envolvesse
Numa carícia perfumada
E continuo a olhar a mão…
Vagueando o pensamento
Pela rota traçada
Pelo destino

(do meu livro "Ventos do Sul")

1 comentário:

  1. Mais um scanner que ficou sujo com dedadas :o)

    :):):)

    Tudo de bom. ;)

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin