28 maio 2009

Só por cá...

Na terça-feira (dia 26) fui internada no Hospital de S. João para fazer um exame médico (extremamente delicado) que necessitava de internamento e vigilância médica, durante cerca de 12 horas (no minimo).
Até aqui, nada a fazer, cheguei lá por volta das 8h30m, fui (gentilmente) acompanhada por um médico (espectacular e profissional) ao internamento, onde (passados poucos minutos) uma enfermeira me fez 1 visita guiada ao serviço e me pediu para vestir o pijama e aguardar (em jejum, que era 1 requisito obrigatório para o referido exame).

Por volta das 11h30m, aparecem 2 médicos para me fazer o exame e 1 enfermeira para me colocar um cateter para o soro. A enfermeira vasou 2 veias e pôs-me o pulso negro e não colocou o cateter e, quando iam iniciar o exame, queixei-me com dores. Resultado? Não fiz o referido exame, pois teria que fazer 1º uma ecografia para verificar a origem das dores.

Fiquei em jejum o dia todo, não fiz a ecografia, senti-me mal e só pude comer ao jantar, e algo leve.

No dia seguinte (4ª feira) a história repete-se e eu fico em jejum até às 12h30m, até que "me encostam à parede". Não sabem quando eu poderei fazer a ecografia, pois não é urgente...grrrrr...poderia ser nesse dia, ou 5ª ou 6ª feira, mas teria que ficar sempre em jejum até ver se era possivel fazer a eco. E, como eu me tinha queixado com dores não me fizeram o outro exame para o qual fui internada e agora ou aguentava ou davam-me alta e vinha fazer a eco cá fora e depois ligava para o hospital a marcar, novamente o internamento.

Resultado desta aventura digna de um thriller? Deram-me alta, 1 requisição para fazer a ecografia fora do hospital, veladamente acusaram-me de, pelo facto de me ter queixado com dores não me fizeram o exame para o qual fui internada, por isso a culpa era minha desta situação toda e vim embora, com um pulso todo negro e inchado de me terem picado, faltei 2 dias ao trabalho e não fiz o que me levou ao hospital.

Se não me tivesse queixado, faziam-me o exame e se corresse mal a culpa era minha por não ter dito nada...Queixei-me, a culpa foi minha por me ter queixado e por isso não me fizeram o exame...

A saúde está doente neste país e nós somos meros números no sistema de saúde e no hospital.

Só mesmo neste país, armado em grande, que gasta milhões onde não deve (só para fazer bonito) e tem um serviço hospitalar arrepiante, desumanizado, impessoal e se eu contasse o que vi e assisti (nestes 2 dias no hospital) deixaria muito boa gente horrorizada, tal como eu fiquei.

Reclamar a quem? Quem ouve quem sofre numa cama do hospital? E fiquemos por aqui...que isto tem pano para mangas e fato completo...!!!

Até lá...OUSEM SER FELIZES!!!

3 comentários:

  1. e nós a pagar tantos impostos...

    ResponderEliminar
  2. Já li (e ouvi) algures, que o desenvolvimento de um País, é "medido" pela sua política em campos fundamentais, tais como, Educação e Saúde. Este assunto, e como tu dizes, tem pano para...fato completo. Também não é novidade que poderia aqui dar duas interpretações ao acontecimento, mas, seja qual a interpretação e conclusão a que se chegue, uma coisa temos todos a certeza...não é para isto que pagamos os nossos impostos e TU, sem ter culpa nenhuma, és a única prejudicada. Isso é lamentável e inqualificável, seja qual for a explicação para o sucedido.
    Espero que tudo se resolva a bom termo.
    Boa semana ;)

    ResponderEliminar
  3. Oi miuda!
    A saúde neste país é a desgraça que se sabe. Se não te queixasses e corresse mal a culpa era tua, como te queixaste a culpa é tua na mesma.... e nesse vai e vem as pessoas nem sabem do que sofrem!
    Ai Portugal....
    Beijos

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin