01 julho 2013

Talvez um dia…

Talvez um dia seja livre…
Livre de correntes, livre de amarras, de egoísmos inúteis, de julgamentos vãos que não ajudam em nada.
Talvez um dia seja livre para amar sem preconceitos injustificáveis, sem criticas agressivas.
Talvez um dia haja Paz, os homens se entendam, a Terra respire ar puro e o racismo seja algo de um passado tão distante, que ninguém se lembre que existiu.
Liberdade seja algo banal, respeito instituído, não haja fome nem pobres, ou talvez eu sonhe sonhos irrealistas.
Não existam armas, não se lute para impor uma religião, se respeitem todos os seres vivos, e viver em união não seja uma utopia.
Talvez um dia seja livre…
Mas não hoje, em que o peso das amarras me magoa…
Não hoje, em que o peso do egoísmo me sufoca…
Não hoje, em que o peso das criticas e julgamentos apressados me condena…
Mas, acredito que…um dia…serei livre!!!

1 comentário:

  1. O sentimento de liberdade poder ser interpretado de várias formas.

    A liberdade para uns pode ser a opressão para outros.... mas isso dá "pano para mangas".

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...