13 dezembro 2005

Carta vencedora

Em primeiro lugar, quero agradecer a todos os que participaram neste meu desafio, quer escrevendo a carta ao Pai Natal, quer participando na votação e comentando as cartas.
Claro que, este desafio era um exercício, um apelo à criança que somos, e que no nosso dia a dia não damos espaço para respirar, sentir, agir.
Todas as cartas estão muito bonitas, carregadas de sentimentos e emoções e como tal, todas são vencedoras.
Mas…há sempre um “mas”, eu pedi que votassem na carta que mais gostassem, que mais os comovesse e como tal…há uma carta que se destacou e venceu, a CARTA NÚMERO UM.
O resultado das vossas escolhas e votação, expressas nos comentários do artigo anterior, ou seja, no artigo onde estão transcritas as cartas, foi a seguinte:
CARTA NÚMERO UM - 9 VOTOS
CARTA NÚMERO DOIS - 0 VOTOS
CARTA NÚMERO TRÊS - 0 VOTOS
CARTA NÚMERO QUATRO - 5 VOTOS
CARTA NÚMERO CINCO - 1 VOTO
CARTA NÚMERO SEIS - 1 VOTO
CARTA NÚMERO SETE - 2 VOTOS
A escolha foi vossa, mas mais do que uma carta vencedora ou um prémio para a mesma, é fundamental o espirito de participação, de aderência a esta iniciativa e a vossa disponibilidade para me aturarem, a Amizade, o Respeito que aqui prevaleceu deram côr e alegria a este desafio.
Parabéns Berto, pois a tua cartinha venceu e há um prémio para ti, este que está aqui na foto. Só tens que me dizer como te posso fazer chegar o prémio…ou então podes vir buscá-lo à sede do Pé de Vento, que tal?


O que é o prémio? Seus cuscas…querem saber? Perguntem ao autor da carta vencedora…ele, se quiser, vos dirá o que é…isso, claro está, depois de o receber.
Até lá…

angelis

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...