20 agosto 2011

Trocas e baldrocas



(foto de Emilia Duarte)

As infecções são como o custo de vida, aparecem quando menos se espera e vimo-nos aflitos para os combater.
Tal e qual como as plaquetas e os euros…não tenho nem uns nem outros. Mas que raio tem uma coisa a ver com a outra?
Mau Maria, já estou a ver que não estás a perceber nada desta “agricultura”. Ora vejamos: as plaquetas são precisas para combater as infecções e afins, certo? Certíssimo. E eu não tenho dessas ditas cujas, estão esgotadas. Os euros são necessários para fazer face ao custo de vida, ou não? E também não há desses bichaninhos no bolso de ninguém, por isso, o que fazer?
Pegar num leque e abanar-nos, porque a electricidade vai aumentar 17% e não se pode ligar as ventoinhas nem o ar condicionado…ai balha-me Deus!!!
E agora, que anda tudo trocado, passo a escrever “infecções” ou “infeções”?
Como eu sou “do antigamente” em que se aprendia a ler e a escrever em bom Português e nada nem ninguém me obriga a aderir ou seja lá o que for ao novo acordo ortográfico, e como neste blog, quem manda sou eu, vou continuar a escrever como aprendi na Escola Primária.
E o que isto tem a ver com as infecções, o custo de vida, as plaquetas e os euros? Nada e depois?
É o que faz o calor, numa tarde de sábado, troca-nos as voltas, dá-nos mais umas baldrocas e só lê quem quer.

Mas, há uma coisa que nunca se podem esquecer…OUSEM SER FELIZES!!! (e depois não digam que eu não avisei)

1 comentário:

  1. Com trocas e baldrocas, lá vamos sorrindo e ousando ser felizes!

    ;)

    Tudo de bom.

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin