04 março 2014

Somos um povo ignorante?!


Em Dezembro de 2013, a dívida atingiu os 213.390 milhões de euros ou 129% do Produto Interno Bruto (PIB).
O rácio da dívida pública em percentagem do PIB tem vindo a aumentar ao longo dos últimos anos e passou de 108,3% em 2011, para 124,1% em 2012 e 129% em 2013.
Eu, que nada percebo destes assuntos e fui buscar estes dados ao Banco de Portugal, questiono-me, perante estes números, se estamos, realmente, melhores, financeiramente e a recuperar a economia do país? Há mais desemprego, emigração, cortes salariais e das pensões insuportáveis, há fome, miséria, gente a dormir na rua porque perdeu suas casas em consequência de ter perdido seu emprego, afinal, como estamos a recuperar?
Somos um povo ignorante, ou não sabemos fazer contas, ou ainda pior, não sabemos “governar” e “esticar” nosso vencimento e nossa pensão para podermos sobreviver o mês todo?
Pagamos a luz, ou pagamos a água? Compramos os medicamentos que precisamos ou os sapatos para o nosso filho?
Já não há dinheiro para o leite e à noite comesse uma sopa e chega, pois é preciso pagar a renda em atraso.
Revolta, sinto revolta, pois somos um povo demasiado pacífico, que se deixa roubar e enganar.
Vejo os seniores sem brilho no olhar, os jovens sem esperança e nós, nem jovens nem seniores…cansados de lutar, cansados de sermos roubados e explorados por este desgoverno, apadrinhado pela mais alta patente do país, que devia defender o povo e não o faz…uma verdadeira vergonha nacional.
O que fazer?
Usar o nosso dever cívico, e já nas próximas eleições europeias, pois a UE também tem a sua quota parte de culpa do que acontece no nosso país e há que ser interventivo e participativo também, no processo europeu.
Entretanto…sorria que…está a ser roubado :)

3 comentários:

  1. Pronto, ok... precisavas de "bater" em alguém e bateste no teclado ;) e muito bem!

    Quanto ao processo interventivo e participativo... aí tu já sabes a minha opinião.

    Vê se metes uma cunha ao S. Pedro porque estamos também a precisar de sol!

    Beijos, abraços e TUDO de bom!

    ResponderEliminar
  2. Olá, estimada Angelis!

    Como tem passado?

    Parece-me que está bem, com força para "gritar" o que lhe vai na alma, e isso é muito positivo.

    Quero os seus dias cada vez mais felizes, e que vença a "guerra", onde a meteram, sem ser chamada.

    Eu não vejo a situação assim tão negra, em Portugal, para lhe falar com sinceridade, mas, cada um tem o direito de expressar-se, conforme entender.

    Portugal, e ao longo da sua História tem passado por momentos bem mais complicados, só que nós ainda não éramos nascidos, enquanto duraram essas crises. Havia gente que punha a sola dos sapatos, de molho, para comer. É verdade, o que lhe estou a dizer.

    Hoje, não, os mais "pobres" têm IPADS, telemóveis, topo de gama e outros vulgaridades, mas o importante é TER e não SER.

    Dias muito felizes.

    Um beijo, com estima.

    ResponderEliminar
  3. Absolutamente de acordo amiga.
    Mas quando chegar a hora de eleições quer apostar que o povo se desinteressa delas?
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...