30 março 2004

Oceano da vida...



No oceano da vida te encontrei.
Quando menos te esperava, os meus olhos cruzaram-se com os teus.
Navegava sem rumo, nem destino.
Vagueava ao sabor dos ventos e das tempestades.
Tinha perdido o meu norte, o meu caminho.
E o meu rio transbordou...
E as margens da minha vida se inundaram...
Desde o primeiro dia te esperava...
Entre tormentas mil...tempestades avassaladoras...margens escarpadas...percursos acidentados...
O rio da minha vida corria sem destino.
Os montes que o oprimiam provinham de uma vida sem sentido.
Navego de encontro ao mar e a meio do percurso te encontro, qual marinheiro aventureiro disposto a salvar este rio sem destino.
As nossas águas fundem-se...
Os nossos corações entrelaçam-se...
Mas o rio segue o seu destino fatal...
Algures se irá encontrar com o oceano e num abraço infinito se fundirá com as suas águas.
As lágrimas terão um sabor a sal que queimará meu coração na hora da despedida, pois o teu rio corre para outro oceano e só por breves momentos se uniu ao meu num abraço de amor eterno. A vida diz-se e faz-se de pequenos gestos de ternura e carinho...
O rio cresce das pequenas gotas de chuva que a ele se juntam, engrandecendo-o.
O amor floresce da amizade sincera e da entrega de duas almas.
O oceano da vida será imenso , bonito, sereno através das acções que a ele se juntam...acções no bem e na paz ...na tranquilidade e serenidade de consciências límpidas.
O rio navega para o mar...
O meu coração navega de encontro ao teu...
Para sempre e na eternidade do amor que os une ...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...