11 novembro 2006

Pesos...

Carregamos pesos enormes ao longo da vida.
Uns vamos deixando para trás, conforme vamos caminhando, resolvendo nossos conflitos, nossos problemas, conforme vamos alcançando nossos objectivos, nossas metas.
Se calhar, esses são os pesos que pesam menos…contradição? Nem por isso…apenas constatação da realidade.
Mas, e aqueles que carregamos no coração, na alma? Onde os podemos deixar? Como nos livrarmos deles? Será que há meio e modo para tal?
Hoje, é daqueles dias em que me apetece divagar…deixar meu pensamento caminhar, por aqueles caminhos mais obscuros da alma, aqueles caminhos que nos recusamos a ver, nos recusamos a resolver.
Se tenho pesos? Claro que sim…sou humana, como tal, passível de errar, de magoar, de ofender, mas também de me penitenciar, de perdoar, de esquecer, de relevar e acima de tudo de amar.
Não é esta a natureza humana? Somos “farinha do mesmo saco”, mas não somos todos iguais, todos moldados pelas mesmas mãos da vida, pois todos percorremos caminhos diferentes, mas com o mesmo objectivo…sermos felizes, sermos perfeitos, atingirmos o topo da sublimação da alma.
O dia está bonito, com sol, a temperatura amena, convidando ao descanso, afinal é fim de semana, mas também á introspecção, á reflexão. E porquê? Porque me apetece, porque, ao longo destes últimos tempos, fui deixando, fui-me libertando de alguns pesos que carregava há anos e isso dá-me uma sensação de libertação, de leveza, que faz bem á alma e agasalha o coração.
A vida é mesmo assim, uma sucessão de obstáculos, de montanhas a transpor, de metas e objectivos a atingir…e que se resumem a uma coisa só…ser feliz!!!
Então…assim sendo…e pesos à parte…

OUSEMOS SER FELIZES!!!

angelis

7 comentários:

  1. É verdade que somos todos feitos do mesmo barro. Escusamos de apregoar aí aos quatro ventos que somos felizes!
    Encontramos a felicidade a espaços... mas, como dizes, tenhamos a coragem de a procurar sempre!

    ResponderEliminar
  2. ...os Outonos têm destas coisas,... belos até na descoloração da vida.

    ResponderEliminar
  3. Eii passando pra dar uma espiadinha em tdo por aqui, me encantei. parabens.Ofereço o award nota 10 do lua em Poemas. bjs e uma otima semana.

    ResponderEliminar
  4. O humano é um ser muito complexo e é moldado pela vida (como dizes), todos nos apercebemos que ele é capaz de variadíssimas facetas, desde às grandes obras até ao mais horrendo crime. Penso que a grande obra (moldura) terá que ser feita em criança e na adolescência, que serão construidos os alicerces para a vida. Então que sejas muito feliz.

    ResponderEliminar
  5. E custa tão pouco ser feliz, não é verdade?
    Beijinhos e uma boa semana.

    ResponderEliminar
  6. Umas vezes, divagar...
    Outras vezes, "dipressa"...
    O importante é estarmos vivos e felizes. E como disse a Carla Silva, custa tão pouco... quando realmente queremos.
    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
  7. Claro que estás mais leve...pagaste uma dívida antiga na Sincelo! :):) Boa semana

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin