08 novembro 2016

Num Mundo ideal…

(foto de Luís Duzenta) 

 Num mundo ideal não há guerra, não há fome.
Num mundo ideal somos todos iguais e temos todos as mesmas oportunidades.
Num mundo ideal não há migrantes nem refugiados, não há gente a dormir nas ruas, sem tecto, sem lar, invisíveis perante a sociedade e o mundo.
Num mundo ideal não há crianças a morrer de fome em África, crianças a serem casadas com homens mais velhos, a serem espancadas e violadas pelos seus maridos.
Num mundo ideal não há tráfico de seres humanos, não há violação dos direitos humanos, não há gente a morrer de sede e de doenças que se curam com uma simples vacina.
Mas, eu não vivo num mundo ideal…e porquê?
Porque os Seres Humanos não querem um mundo justo, não querem um mundo de oportunidades para todos, não querem repartir o pão, a cama, a casa, a água, o medicamento.
Porque os Seres Humanos são viciosos, são egoístas, movimentam-se movidos pela ganância, pela ambição, pelo ódio, pela ânsia do poder.
Porque os Seres Humanos gostam de destruir os seus companheiros, a Natureza e tudo o que os rodeia.
Porque os Seres Humanos se esqueceram da sua verdadeira essência, Espíritos Imortais, e da centelha Divina que os criou simples e ignorantes, para caminharem de encontro á perfeição e abafaram a Luz do Amor, do Perdão, da Humildade em si mesmos.
No dia em que os Seres Humanos despertarem e perceberem o que estão a fazer a si mesmos, espero que não seja tarde para construir esse mundo ideal para todos.

1 comentário:

  1. O homem é o maior predador do próprio homem. E também espero que não seja tarde de mais, quando acorde para o que está a fazer, sob pena de se auto-destruir.
    Um abraço

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin