14 julho 2004

Porto à noite...




E a cidade dorme com o Douro a seus pés...
Que tristezas agasalha a noite?
Que dores a cidade acolhe em seu regaço?
Quem habita os seus sonhos?
A cidade dorme, mas os corações inquietos não sossegam...
Almas vagueam pelas ruas desertas...desencantadas, desenraizadas de sonhos, de um tecto, de um lar...de um amor.
O Porto à noite é belissimo...as suas luzes encantam, os edificios ganham outra cor, outra forma.
Mas o Porto à noite esconde dos olhos de todos os seus pobres, acolhe nos seus braços os desalojados da sorte.
A cidade dorme...e sonha!!!
O Porto à noite é belo...é doce, é meigo.

Angelis

Sem comentários:

Enviar um comentário

Blog Widget by LinkWithin