16 outubro 2006

Espiral

Um olhar cruzado
Nas espirais amorosas
Um subtil suspiro
Perdido nos ecos do Tempo
Um raio de Sol
Atravessa o gelo circundante
O teu coração palpitante
Revive na esperança
Uma carícia repousante
Nas margens do esquecimento
O rio da solidão
Vai vazio de sentimento
Um riso cristalino
Ilumina o desencanto
Duas mãos entrelaçadas
Uma vida para viver

angelis

4 comentários:

  1. Duas mãos...um conforto... o conforto.

    ResponderEliminar
  2. Uma vida para viver - uma vida para amar.
    Lindo poema.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Esta Espiral fez-me lembrar uma "rotunda" ;) E por falar em rotunda...porque será que não consigo ver o teu blog (com o novo template) direito? Existe esplicação ou não? Bj

    ResponderEliminar
  4. Bom fim de semana e faz favor de contar como foi o encontro dos 25 anos de curso :)))) Olha as coisas que sei ...ehehehehe.

    ResponderEliminar

Blog Widget by LinkWithin