13 abril 2004

Bolero




Segure minha mão com firmeza,
mas com carinho.
Olhe nos meus olhos bem fundo
enquanto eu te olho
no fundo dos seus olhos.
Enxergue minha alma
enquanto traduzo seus sonhos
e deixe que a gente flutue
bem juntos em uma só energia.

Vamos dançar juntos
como se voássemos
em uma nuvem exclusiva toda nossa.
E enquanto dançamos,
eu te beijo
e você me beija
e a essa altura
já não sou eu, nem você

Somos nós dois, em um apenas.
Dois seres, dois corpos,
um sentimento,
uma dança,
uma alma única.

Carlos Drummond de Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário

Blog Widget by LinkWithin