13 abril 2004

O Vento




O vento é um cavalo
Ouça como ele corre, pelo mar, pelo céu.
Quer levar-me.
Escuta como percorre o mundo para me levar bem longe.
Esconde-me em teus braços por esta noite só, enquanto a chuva abre contra o mar e a terra suas incontáveis bocas.
Escuta como o vento me chama galopando para me levar bem longe.
Com teu peito em meu peito,
com tua boca em minha boca,
nossos corpos atados ao amor que nos queima.
Deixa que o vento passe sem que possa levar-me.
Deixa que o vento corra, coroado de espuma, que me chame e me busque, galopando nas sombras enquanto eu, submerso,
debaixo de teus grandes olhos, por esta noite só,
descansarei meu amor.

(Pablo Neruda)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...